Carlos, O Chacal

O último julgamento

Escrito por Renan Zaguini

Chacal volta aos tribunais

Neste domingo(11) à 01h30 tem a última parte da história do terrorista mais procurado do século XX, “Carlos, O Chacal”, na faixa SEQUÊNCIA MÁXIMA.

Ilich Ramírez Sánchez ou Carlos, o Chacal, retornou ao assento de réu na  segunda-feira, 05 de março. Ele apelava contra a acusação de um atentado ocorrido em 1974 em Paris, na França. Em março de 2017, o terrorista foi sentenciado à prisão perpétua pelo crime.

O réu nega qualquer envolvimento com este atentado, mesmo assumindo a responsabilidade de 1500 mortes entre crimes cometidos por ele e sua organização. Carlos, o Chacal, está preso na França desde 1994 em uma operação francesa de espionagem no Sudão.

Confira a sinopse do útimo episódio de “Carlos, o Chacal”, neste domingo(11) à 01h30,  na faixa SEQUÊNCIA MÁXIMA.

CARLOS: O CHACAL

(Carlos)

Biografia/Crime/Drama, França e Alemanha, 16 anos. Direção: Olivier Assayas. Elenco: Édgar Ramírez, Alexander Scheer, Fadi Abi Samra, Lamia Ahmed, Karam Ghossein, Liane Sellerer, Philippe Tran.

Parte 6

O grupo de Carlos, com sede em Budapeste e protegido pela Síria, promove ligações com vários clientes interessados em suas capacidades particulares, entre eles a Roménia e a Líbia de Nicolae Ceausescu. Esta intensa atividade de desestabilização geopolítica, orquestrada por Carlos, que é o tráfico de armas, a manipulação de enormes quantias de dinheiro e levando a vida do “padrinho do terrorismo europeu”, está prestes a chegar ao fim. Seu declínio está intimamente ligado às mudanças na ordem mundial. Com a queda do Muro de Berlim em novembro de 1989, ele perde vários de seus apoiadores, precisa deixar a Síria e sua arena da operação é drasticamente reduzida. O último lugar que oferece refúgio é Sudão: Carlos está agora aposentado e monitorado pelos serviços secretos de vários países, abandonado por seus aliados mais próximos, um longo caminho desde o centro do palco da política internacional. Seu papel como um jogador é longo; ele tem permissão de observar as mudanças no poder mundial a partir de uma distância. Com a cumplicidade das autoridades sudanesas, e devido à imobilidade de uma doença testicular, ele é capturado em 14 de agosto de 1994, e volta a Paris para ser julgado por crimes que não foram esquecidos na França.

 

 

HD onde disponível

Horário de Brasília

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.